quinta-feira, 10 de setembro de 2009

LIVRO - Educação Sexual

Caros Amigos Pais, Professores Encarregados de educação, adolescentes e jovens

Sou professor no ISCE e médico no INEM
Escrevi e peço a divulgação de um livro que vos dirijo e destino,
sobre educação sexual dos estudantes, adolescentes e jovens, na base
de valores da sexualidade
É uma forma de viver a actualidade educativa uma vez que passa a ser
meteria de ensino "obrigatória" nas escolas portuguesas.
Desde já me afirmo contra este facto e junto da plataforma tenho
dinamizado acções contra esse triste facto desta legislatura

Joaquim Galvão


título do livro:
- O Jovens e o Sexo Valores da Sexualidade humana

Ver na Net - Os Jovens e o sexo

Pedir por exemplo via Net para
http://www.cdgo.com/artigoDetalhe.php?idArtigo=3942894

ou procurar nas livrarias Bulhosa editora, livrarias FNAC ou BERTRAND
e para a editora DEPLANONETWORK
[cid:image001.gif@01C99BFE.29E43570]

Depois de editado foi necessária e inclusão de uma errata, se fizerem
o favor de me pedirem posso envia-la por esta via. Pedidos para os
endereços Joaquim.jose.galvao@sapo.pt
ou Joaquim.galvao@gmail.com

Porquê este livro?
«Confronto-me, pessoalmente e como médico, desde há uns longos anos
com o problema do sexo da gravidez indesejada e da sua falsa solução
pelo recurso ao aborto, subterfugiosamente baptizado de interrupção
voluntária da gravidez e ainda com o drama epidemiológico das doenças
e infecções de transmissão sexual.
Não creio que se consiga ter um programa da denominada educação sexual
porque muitos lutam e que muitos apresentam como solução para estes
problemas que seja de bom agrado para a maioria dos pais e dos
educadores por não se conseguirem consensos sobre esse mesmo programa.

Estou convicto que a falta de valores humanos e morais é uma das
razões para surgirem na adolescência e juventude as grandes
dificuldades de se obter uma pedagogia que possa abrir as portas ao
que chamo de Educação da Sexualidade, por isso me lançar neste
projecto.

Os jovens e a sua sexualidade podem ser educados para a vida e para
saúde se se definirem metas e objectivos que valorizem a vida
afectiva, os comportamentos libidinais e os sentimentos emocionais
dentro de valores como os que dignificam o ser humano em todas as suas
dimensões físicas e psíquicas.

Escrevo este livro para os jovens, os pais e os educadores por desejar
desenvolver junto dos adolescentes, sem preconceitos de ideias
estereotipadas, o essencial à compreensão da problemática da
sexualidade de modo a que esta se torne clara e seja plenamente
assumida como ideal de vida.

Ao apresentar neste livro os valores da sexualidade desejo que, com
eles, os jovens possam caminhar no sentido de não se tornarem escravos
do corpo, como seres de corpo e espírito, para viverem a sexualidade
segundo as regras que a tornam segura e salutogénica, isto é promotora
de saúde.

Escrevo-o para apresentar e defender valores, como a virgindade
antenupcial, a castidade, a fidelidade nos namoros e no casamento, a
fecundidade e a defesa do direito à vida e a felicidade nos
comportamentos sexuais, na perspectiva de uma meta como a paternidade
responsável.

Creio profundamente que estes são valores da vida que devem estar
envolvidos na sexualidade de todos e de cada um, para sublimarem os
afectos, nas manifestações e nas vivências, seja pelas ternuras e
carinhos, seja noutros gestos de amor e, de sensações que exprimem o
amor.

Só com valores que defendam os direitos humanos e a vida, os jovens
podem ser livres e chegarem a desenvolver uma dignidade e identidade
pessoal, em que a afectividade e a sexualidade serão encaradas com
responsabilidade perante si próprios, a família e a sociedade a que
pertencem.

Mesmo sabendo que podem criar polémicas no modo como muitos vivem hoje
o dia a dia, não poderei deixar de lançar ideias para os adolescentes
alcançarem a maturidade de vida que, creio, lhes permitirá, por si
próprios, as tomadas de decisões relativas à sexualidade e ao amor com
plena liberdade e consciência.

É na certeza dos valores humanos que indicarei em diversas partes
deste livro, que gostaria que os adolescentes compreendessem os
projectos e valores de vida que aqui proponho aos jovens, não são só
regras dos comportamentos da vida humana, como são princípios para
fundamentar o primado da liberdade das escolhas amorosas.

Assumo a intenção de equacionar, com os adolescentes e os jovens, os
pais e os educadores projectos para uma saudável integração da
sexualidade nas suas vidas e de, na medida do possível, os ajudar a
descobrirem a sua identidade de seres.

Desejo demonstrar, com a possível neutralidade, as realidades
referentes ao sexo, à sexualidade e ao amor a fim de levar a que os
adolescentes, os seus pais e os educadores compreendam melhor o
profundo sentido que elas têm na personalidade juvenil.

Às actuais e às futuras gerações que se não revêem num mundo em que
reina a anarquia sexual nos actos e nos comportamentos, tentarei
apresentar ideias e valores que impliquem novas metas e mudanças de
vida para a construção da Civilização do Amor, com elas gostaria de
ajudar na apresentação de valores que permitam a estruturação das
formas de reagir a impulsos ou a energias libidinais, de que falarei
mais adiante, em ralação com o despertar da sexualidade e da
afectividade.

Com espírito aberto aspiro a ajudar os jovens para que, no futuro,
como homens ou mulheres, possam com quem escolham, realizar-se na
felicidade a que anseiam. Felicidade que, através da afectividade, os
faça viverem a dois o amor e, mais tarde poderem tomar, em casal, as
decisões mais correctas para os momentos em que queiram e possam ter o
filho ou filhos que desejem.

Como objectivo, tenho a intenção de ter em consideração uma integral
atenção à problemática física, à afectiva, à psicológica, à social, à
cultural e, mesmo, à espiritual, para que fica a ideia de que todos
venham a poder ter, nas suas vivências, os comportamentos
respeitadores da dignidade de cada um e da vida em todas as suas
etapas.

Sei que os adolescentes a quem me dirijo ainda não se encontram numa
fase de maturidade adulta, por estarem num processo de formação, por
isso preferenciarei temas como a concepção e a contracepção, as
relações destas com atitudes, comportamentos e modos de viver a
sexualidade, em especial sem riscos, sejam os da gravidez precoce e
não desejada, sejam as doenças de transmissão sexual.

Pelo que acabo de expor, assumo tentar contribuir para que os pais e
os educadores vençam as dificuldades de abraçarem a educação da
sexualidade como elemento decisivo ao desenvolvimento global do filho
ou do aluno, para que deste processo educativo saia enriquecida a
personalidade de uns e dos outros.

Importa motivar os leitores para todos os aspectos que valorizam a
personalidade humana, e que estão envolvidos na sexualidade pela
participação da imaginação, dos sentidos e da afectividade, e que são
expressos por partilha de sentimentos, por ternuras, carinhos e gestos
de amor.

Assumindo a sexualidade como a linguagem expressiva do amor, desejo
ajudar pais e educadores a interagirem na formação dos filhos e dos
adolescentes, para que eles compreendam o profundo sentido que tem a
dimensão sexual da vida, se vivida com valores e com opções.

Dadas estas justificações para o facto de escrever este livro resta-me
deixar claro que a sexualidade humana tem como fim intrínseco o amor e
é um bem, desde que os sentimentos que gera e vive permitam formas sãs
de os adolescentes se relacionarem na vida e no amor»

Joaquim Galvão

Joaquim.galvao@gmail.com

Sem comentários:

DOCUMENTOS DA APEE - AFGC

LIVROS NEE

Associação de Pais e Encarregados de Educação

RECOMENDAÇÕES DA GRIPE A

Video